8.17.2017

Um Cafezinho... Para Refrescar! Grande Almanaque Mauj

Aguardando resolver um problema com o carro,
o pessoal da oficina nos oferece chá, café e bolachinhas.
No Japão o atendimento é de primeira, sabe?


 Mas olhe aí, 
os japas trouxeram um café com...cubos de gelo! 


 
No verão não vivo sem, 
aprendi a gostar aqui no Japão
Adiciono um pouquinho de creme, não coloco açúcar. 
Nos 25 anos que morei no Brasil jamais pensei em tomar
café com gelo...


A primeira vez que vi o café gelado
torci o nariz, falei mal sem conhecer e até debochei.
"Só podia ser coisa de japonês".
Mas como isso é bom nestes dias de calor tão intenso.

8.16.2017

A Sabedoria do Miswak - Alma e Dentes Limpos, Naturalmente - Grande Almanaque Mauj

Gravetos de miswak... para escovar os dentes.
Uma tradição muito antiga, 
que conheci com meus amigos muçulmanos.

São galhinhos de árvore de mostarda, com a ponta descascada.
Embebe-se as cerdas em água de rosas e passa-se nos dentes.
Limpa e refresca o hálito, naturalmente.


A higiene bucal com miswak tem origem na religião muçulmana: 
uma boca limpa e purificada para poder orar, conversar com Allah.
É um ritual de limpeza físico e espiritual. 
E claro, amiga do meio-ambiente, totalmente ecológica.


Conheço muitos amigos que não trocam estas tradicionais escovas naturais
por nenhuma com cerdas de nylon ou elétrica.
Estudos comprovam que os galhos de miswak removem melhor
a placa bacteriana que as escovas comuns.

Para os mais modernos, existem diversas pastas com extrato de miswak.
Esta é acrescida de mel e extrato de acácia branca.
A mostarda (e seus galhos) tem propriedades adstringentes e bactericidas.

8.15.2017

Cenouras Coloridas - Grande Almanaque Mauj

Uma graça, né?
Cenouras coloridas!

A gente encontra no sacolão local de orgânicos.
No Saisaikiteya JA Imabari.
Bem fresquinhas e sem agrotóxicos.

Um pacote com 4, 5 cenouras compridonas 
custa 100 ienes (quase três reais).
É. são mais caras que as comuns, quase o dobro.


Pode parecer estranho, mas estas eram as cores originais das cenouras.
A cenoura cor-de-laranja foi selecionada em honra à Casa de Orange, 
a família real holandesa

Gostamos de usar estas cenouras coloridas nas saladas e conservas.
Ficam tão bonitas no pote.
Apresentam um sabor levemente mais doce que a cenoura comum.

8.14.2017

Hamburgão Vegano - Carne, Para Que? Magnolia Vegan Café - Grande Almanaque Mauj

Que hamburgão lindo né?
E delicioso.

Essa maravilha é um hamburguer vegano!
Nada de carne, nem produtos de origem animal.
Do pão ao ketchup é tudo orgânico e natural.


Uma delícia! 
A "carne" é feita de grãos: 
feijão fradinho, grão de bico, lentilha. 
O sabor é leve e delicioso.
Acompanham tortillas de milho.
1000 ienes, uns 29 reais.


Lá do Magnólia, 
um excelente café/restaurante macrobiótico e vegano,
 que fica pertinho dos lagos e cachoeiras entre Imabari e Matsuyama.
(Em Tamagawa. Província de Ehime.
Tel para GPS Navi - 0898-55-435).

8.11.2017

O Rato que Ruge - Coréia do Norte, a Fenwick Real - Grande Almanaque Mauj

A Coréia do Norte tem rosnado inúmeras ameaças aos Estados Unidos e seus aliados na Ásia.

O gordinho Kim anda nervosinho. E como todo déspota irresponsável gosta de entrar na treta ao invés de cuidar de seu próprio povo.

A ridícula postura do governo norte-coreano me fez lembrar de uma velha história: O Rato Que Ruge.



The Mouse That Roared (em português "O rato que ruge") é uma comédia/sátira política inglesa, do ano de 1959.

Baseado em livro homônimo  do escritor irlandês Leonard Wibberley  conta a história de um país fictício da Europa, vizinho da França e Suiça, chamado de "Grão-Ducado de Fenwick".

Fenwick, o menor país do mundo, está na bancarrota.

Seu único produto de exportação, o vinho, sofre a concorrência de um similar americano mais barato e popular.


A Duquesa Gloriana XII, governante da pequena nação, declara então guerra aos americanos.

O governo local quer, na verdade, perder a guerra!
Assim terão direitos às benesses do Plano Marshall, que ajudaria Fenwick a se reconstruir no pós-guerra e sanar suas deficitárias finanças.

Porém nem tudo dá certo e o diminuto país acaba por vencer os Estados Unidos!


Peter Sellers faz o papel da Duquesa Gloriana XII , além do Primeiro-Ministro Rupert "Bobo" Mountjoy e também o Marechal Tully Bascomb.

Assista o filme completo.

Direção: Jack Arnold
Elenco: Peter Sellers, Jean Seberg, William Hartnell
Produção Columbia Pictures, 1959.
Reino Unido.

8.10.2017

Okja Babe Fashion - Grande Almanaque Mauj

 Daquelas coisas que a gente só encontra no Japão:
um porco fashion de estimação,
passeando por aí.
Vi e fotografei para você!

 Todo bonitão e estiloso, adora um carinho.
De óculos escuro, porque o sol estava demais.

Deve ser muito legal ter um "Babe, o Porquinho Atrapalhado",
ou um Okja (aquele super porco fêmea do filme da Netflix) 
para chamar de seu, né não?
Que lindo esse monte de bacon!

8.09.2017

Os Sinos de Nagasaki - Os Católicos Mortos - Grande Almanaque Mauj

Nagasaki tem algo muito em comum com qualquer cidade interiorana brasileira: os sinos das igrejas badalam, para convidar todos à missa. É um grande reduto católico no Japão.

Na manhã de 9 de Agosto de 1945 os sinos de Nagasaki se calaram.

Uma bomba atômica, despejada pelos americanos, explodia bem em cima do bairro católico da cidade.
A belíssima Catedral de Urakami, destruída, silenciou seus sinos por tristes anos.



Os sinos, mudos.
Dez mil católicos, mudos, pela morte instantânea.
Nagasaki ao pó retornava, morta ao fim da segunda guerra mundial.


Takashi Nagai, médico católico que sobreviveu à bomba atômica, registrou as memórias do ataque nuclear no livro “Nagasaki no Kane” (Os sinos de Nagasaki), em 1949.

O autor finaliza seu livro com a mensagem: “Os sinos não soaram por meses após o desastre. Tomara que nunca mais deixem de badalar! Tomara que transmitam sua mensagem de paz até a manhã do último dia mundo”.


O livro, registro de toda a triste memória do acontecimento, foi transformado em música, filme, peça de teatro.


É preciso manter viva a memória dos que viveram este triste episódio da história mundial.
Renovar os pedido de paz, para que os sinos jamais se calem novamente.


"Nagasaki no Kane" , interpretação de Yuki Saori e Yasuda Sachiko.

8.08.2017

Sushisha - O Sushi de Pobre - Mito ou Verdade? Grande Almanaque Mauj

Acho que todo mundo já viu esse meme no Facebook:
"Sushisha, sushi/comida japonesa de pobre".

Mas não é que o tal "sushisha" existe, 
de verdade, 
aqui no Japão?

Pedi esse tal de sushi de salsicha, para experimentar.
Do Sushiro, uma casa de sushis muito conhecida e popular.

Alga, arroz, salsicha, maionese. um toque de catchup.
Bom para quem não gosta de peixe, 
mas quer comer comida japonesa.
(sabia que muitos japoneses não comem nem gostam de peixe cru?)

É sim um sushi de pobre, rs.
Custa 100 ienes, quase 3 reais.
Gostosinho, dá para encarar.

8.07.2017

Tufão Noru e Uma Chuva de Cerejeiras em Flor - Grande Almanaque Mauj

Passou por aqui o Tufão Noru.
Considerado perigoso, porém na região que moro (Ehime/Shikoku) temos uma chuva fraca e sem ventos fortes.

Outras regiões do país não tiveram a mesma sorte, o tufão age com violência - ventos e muita chuva.

O temido tufão tem desviado ao leste, no sentido do mar. Afetou e afetará mais as províncias do "lado direito" do arquipélago.




Oito de abril de oito anos atrás, ano de 2009.
Anoitecia.

Gotas de chuva que vinham abraçadas por pétalas de sakura (cerejeiras em flor), resultando em um baile suave e cor-de-rosa a cair sobre nós.

Um momento tão bonito... filmei um pouquinho, para você ver.

As flores que são simbolo do Japão, no Monte Yatsuomote.
Cidade de Nishio, província de Aichi. 2008.


Assista e se deixe encantar pela beleza da natureza no Japão.

8.04.2017

Um Lindo Glow Cake - Porque a Gente Nasceu Para Brilhar - Artes de Vera Hatsugai - Kisabor Festas - Grande Almanaque Mauj

Olha que lindo, né?
Pera aí, deixa eu te explicar melhor esta história.

Eis que no domingo toca a campainha...
e recebo uma caixa do takkyubin (um tipo de sedex japonês, extremamente eficiente).
Desembrulho e dou uma espiadinha, 
para ver o que tem dentro da embalagem...

Um lindo bolo, um glow cake prateado! 
Feito pela minha muito querida amiga, 
que mora lá em Toyohashi (Aichi).
Arte de Vera Hatsugai, da Kisabor.

Bolo com cobertura decorada de Chantininho: uma deliciosa combinação 
de chantilly, leite em pó, leite condensado e creme de leite.

Recheio de maracujá gourmet e mousse de doce de leite.
É bom demais! 
E a Vera sabe dosar no açúcar, o doce vem na medida certa.

Eu não sabia o que era mais gostoso. 
A cobertura de Chantininho?
A massa, fofa e saborosa? 
Os recheios perfeitos?
Enfim, tudo tão delicioso!

Todo mundo sempre me pergunta: o bolo chega direitinho pelo Takkyubin?
Sim, chega perfeito. 
A Vera envia o bolo congelado.
e o mesmo segue nos caminhões refrigerados 
do eficiente serviço de entregas. 
Veja que na borda superior direita está a "marca do gelinho".

Quem quiser encomendar um bolo, panetone, quindim, 
queijadinha, pão de mel, entre outras delícias, 
fale com a Vera Hatsugai pelo telefone acima.  
Entregas para todo o Japão.


Quer aprender a fazer bolos? 
Fale com a Vera, são vários os cursos oferecidos pela Kisabor Festas.



 Muito obrigado, sempre, por tudo!
Amo você minha querida amiga, que sempre 
faz tudo com tanto amor e carinho.

8.03.2017

Radio à Manivela - Na Hora do Desastre - Grande Almanaque Mauj

Rádio à manivela.
À venda no Yamada Denki, 
uma rede japonesa de eletrônicos.

 4900 ienes, uns 140 reais.


Mas.... por que um rádio à corda?
Nostalgia? Um rádio de galena modernizado?

O Japão é um país propenso a grandes desastres naturais.
Do nada pode tremer tudo, terra que se abala e vidas idem.

A boa infraestrutura japonesa, por mais preparada que seja para catástrofes, não é a prova deles.




Rádios de manivela não precisam de eletricidade, nem pilhas, para funcionar.
Mesmo que acabe a luz, se faz possível ouvir as notícias e informações de emergência transmitidas pelas empresas de comunicação e governo.
Quem fornece a energia é o próprio usuário.
 

Ainda podem servir de lanterna.

E também de carregador de celular.
Basta girar a manivela e manter operante uma 
via de comunicação importante.




São vários modelos destes rádios, tão úteis em tragédias.
Geralmente são feitos com materiais resistentes à água, calor e choques físicos.
Quem curte acampamento e alpinismo também costuma levar um desses consigo.

E no Brasil seria muito útil nos tempos de apagão, rs.