7.13.2017

Fuji - O Desbravador da Antártida - Museu Marítimo Flutuante - Grande Almanaque Mauj


Descansa, no vasto parque do Porto de Nagoya, 
um grande navio japonês de pesquisa na Antártida.

Vistoso em laranja e branco, 
tendo pousado um helicóptero Sikorsky Sea King em seu casco, 
atracado está o Fuji 5001.

100 metros de comprimento, 11 de largura e 22 de altura. 
5.250 toneladas. 
Movido a diesel, velocidade de 17 nós (35 km/h). 

Carregando 245 pessoas, entre tripulação e pesquisadores, 
o Fuji cortava, com seu casco, 
blocos de gelo de até 1 metro de espessura. 


Esteve em operação por vinte anos (1965-1985). 
Aposentado, foi ancorado no Porto de Nagoya e se transformou 
em um museu antártico-marítimo flutuante.



Este desbravador do continente gelado conta a história 
das bravas e heróicas missões de pesquisa antártica, 
realizadas pelo Japão, nas décadas de 1960 e 1970.

Visitantes também podem conferir detalhes de todo o navio, 
como a dimensão das hélices do Fuji e 
seu eixo de transmissão.

25 toneladas em aço inoxidável.
Hélice real da embarcação.

A grande âncora do navio.

 Veículo de neve usado pelos pesquisadores.
Era muito avançado para a época.

 Os barcos salva-vidas, 
aptos a lidar com a imensa quantidade
de gelo nas águas antárticas.

Podemos apreciar o barco (e seus acessórios) por fora...

e por dentro também!
Vamos visitar o navio por dentro, 
mostro pra você em um post futuro, tá?

Um comentário:

ValLindinha disse...

Geeente! Mas é gigantesco! A âncora e a mulher caminhando mostra o tamanho dos componentes do navio!!!!
Bacana demais!