7.21.2017

Enguias Assadas do Sukiya - Comida de Verão - Grande Almanaque Mauj

Verão japonês, conforme te contei no post anterior, é muito calor e suadeira.

A estação pede alimentos ricos em sais minerais, para manter o equilíbro do corpo (homeostase). 
A enguia - rica em potássio e sódio, se torna um dos pratos preferidos dos japoneses nesta época.
Ajuda a evitar o natsubate, aquela moleza típica do verão.

Experimentamos o "Unadon", do Sukiya.  
Gohan, kabayaki, tsukemono, missoshiru.
  • Unadon - Donburi (arroz na tigela) com carne de enguia.
  • Gohan - arroz japonês.
  • Unagi - pronuncia-se unágui. Enguias de água doce.
  • Kabayaki - enguias assadas e filetadas, em um molho de shoyu e mel.
  • Tsukemono - conservas
  • Missoshiru - sopa à base de missô (pasta de soja).
Uma boa enguia é aquela de carne macia, gordinha, cheia de sabor; que derrete ao ser colocada na boca. 
As melhores são do Lago Hamana (na cidade de Hamamatsu, província de Shizuoka) e de Isshiki (cidade de Nishio, província de Aichi).

Há de se levar em conta que o Sukiya é um fast-food estilo japonês.Popular e barato, certamente apelam para a enguia chinesa (de menor qualidade, porém muito mais barata que a carne japonesa).

Preço do Toku-una (com bastante carne de enguia) - 1190 ienes - 35 reais, em média.

7.20.2017

Um Dia de Verão no Japão - Grande Almanaque Mauj

Verão no Japão não é brincadeira.
Temperaturas que vão dos 35 aos 40ºC,
em dias muito úmidos.

 Mas... dá para ser feliz com esse calor todo?


 Em vez de sorvete, muitos japas preferem um pepino 
bem gelado e passado no sal grosso.
Refresca sem engordar. 
Por isso os japoneses são geralmente magros.

 A criançadinha só quer saber de brincar com água.
A cara que o menino fez porque a mãe disse 
"Não vai se molhar todo".

Japonesas e seus guarda-chuvas e sombrinhas.
Simplesmente não se desgrudam.
Elas tem pavor absoluto de queimar a pele. 
Acham horrível a pele queimada, bronzeada.


 Carrinho de tapioca e sorvete de Taiwan,
tão presentes em toda feirinha de verão.
Asiático gosta de uma decoração brega, vou te falar!

 Para ver japoneses andando por aí sem camiseta 
é sinal que o calor está forte demais mesmo!

 Amo as feirinhas de verão, 
que se espalham pelas cidades no fim de semana.

 Cerveja gelada é um santo remédio 
nestes dias bafentos.

 Toalhinhas no pescoço.
Todo mundo aqui usa, 
para dar um jeito no suor.

Os japinhas ficam pretinhos nessa época.
E viva o verão.

7.19.2017

A Pequena Provença no Coração de Nagoya - Y Asai Petite Provence - Grande Almanaque Mauj

 Eu gosto muito da França. 
Da língua (falo e escrevo em nível médio), 
cultura, música, artes, livros.

Quando eu morava em Nagoya, 
um dos meus cantinhos mais amados 
era a doce loja do chef Asai.

 Petite Provence Y Asai.
Um pouco da região da Provença no Japão.


 
Yasufumi Asai, um chef japonês, morou na França bons anos...
e de lá trouxe sua culinária refinada, 
a cultura elegante e charmosa.

  Loja, com restaurante no andar superior. 
No Edifício Narita (em Higashisakura, bem no centro da cidade).
A França bem no coração de Aichi.

 E lá a gente abria o coração para um mundo de delicadeza e sabor, 
tão francês e encantador.


Marmita, marmite.
Levando a Provença para casa, rs.
E para beliscar no serviço, rs.


 A brincadeira era comprar estes doces,
fechar os olhos...e se imaginar em Marselha,
naqueles imensos campos roxos de lavanda em flor.

 O atendimento, sempre tão de primeira. 
Em japonais ou français, bien sûr.



Chef Yasufumi Asai.

7.18.2017

Luck Cafe - Toyohashi - Grande Almanaque Mauj

Estávamos na cidade de Toyohashi (província de Aichi),
preparados para escalar as montanhas locais.


Encontramos no caminho este lugar bem simpático,
com cara de casa de fazenda.

 Luck Cafe!
Bateu a fome, então...

Resolvemos pedir um "Pasta Lunch Set".
Macarrão à escolher (carbonara, bolonhesa, arrabbiata, napolitano, 
pasta de mentaiko - ovas de peixe curtidas em pimenta), 
salada, um sanduichinho e bebida.
980 ienes, uns 27 reais.

Veio a entrada, uma saladona.
O lanchinho vai enganando a fome 
enquanto o prato principal não vem.
O local é bem aconchegante.

Pedi um spaguetti all'arrabbiata.
Molho lindo, de tomate e chili, 
refogado com alho, azeite e
colorido pela salsa picada.
Arrabbiato, em italiano, significa "irritado";
quando você está nervoso você fica vermelho e "picante", 
né não?

 Sorvetinho, de sobremesa, pra gente ser feliz.
Estava tudo bem gostoso.

Endereço:  Aichi-ken Toyohashi-shi Tame-cho 2-10-7
Telefone (para Navi) - 0532-26-8557

7.17.2017

Dia do Mar - Umi no Hi - Grande Almanaque Mauj


O Japão se autodenomina "Kaiyoukokka" (caiôcô'cá). 
Nação marítima.

O arquipélago sempre foi e será dependente de seus mares.
No que tange à sociedade, cultura, economia e sobrevivência, o mesmo está fortemente presente como um deus vivo e real. Onipotente.


Sem o mar, o Japão morre. E através dele é morto.

Enorme provedor de alimentos, o país nunca foi autossuficiente em termos de agricultura ou pecuária.

Nação insular, as águas foram barreira aos invasores durante séculos, mantendo o país isolado e fechado em si mesmo. E segue como rota importante de união comercial entre países.



As águas do mar é que unem as mais de sete mil ilhas que compõe o arquipélago japonês.

Pela expansão marítima buscou-se, um dia, dominar o mundo.
E quando o oceano se zanga, um tsunami chega e destrói tudo.


E até mesmo suas polêmicas tem origem no mar: japoneses com sua controversa caça aos golfinhos e baleias; o desastre nuclear de Fukushima (as águas radioativas do Pacífico) e bombas norte-coreanas que teimam em cair sobre suas águas.



Hoje é Dia do Mar. Umi no hi (úmi no rí, 海の日) em japonês.
Feriado nacional, criado pelos japoneses, para celebrar e agradecer o mar.
Data sempre celebrada na terceira segunda-feira do mês de julho.

Feliz Dia do Mar pra você!

7.14.2017

As Cuecas Bizarras do Homem dos Dedinhos - Don Quijote - Grande Almanaque Mauj

Este é Kato Taka. 
Um ator pornô japonês, que fez muitos filmes eróticos nos anos 1980, 1990.
Estes dedinhos são famosos, ele é praticamente uma Eliana do sexo.


O tal ator, como todo bom japonês, adora criar um 
"método exclusivo para se fazer alguma coisa".
No caso dele, a criação é um sistema para masturbar mulheres 
e fazê-las facilmente atingir o orgasmo.
Utiliza-se dois dedos e o resto ele te ensina, tá?

 Como ele está velho e não anda mais fazendo filmes, 
resolveu lançar uma coleção de cuecas bizarras.
A da direita diz "estou apaixonado por você"

 Neste porta-ovo está escrito "Amor".


 Melhor um passarinho na mão...

 Todas as cuecas vem com dicas de sexo do Sr. Kato.
Estão à venda no Don Quijote (Donki), 
tão conhecido dos brasileiros que vivem no Japão. 
Não deu para fotografar todos os modelos, tá?
(tava cheio de gente no local e eu fiquei com vergonha, rs)

7.13.2017

Fuji - O Desbravador da Antártida - Museu Marítimo Flutuante - Grande Almanaque Mauj


Descansa, no vasto parque do Porto de Nagoya, 
um grande navio japonês de pesquisa na Antártida.

Vistoso em laranja e branco, 
tendo pousado um helicóptero Sikorsky Sea King em seu casco, 
atracado está o Fuji 5001.

100 metros de comprimento, 11 de largura e 22 de altura. 
5.250 toneladas. 
Movido a diesel, velocidade de 17 nós (35 km/h). 

Carregando 245 pessoas, entre tripulação e pesquisadores, 
o Fuji cortava, com seu casco, 
blocos de gelo de até 1 metro de espessura. 


Esteve em operação por vinte anos (1965-1985). 
Aposentado, foi ancorado no Porto de Nagoya e se transformou 
em um museu antártico-marítimo flutuante.



Este desbravador do continente gelado conta a história 
das bravas e heróicas missões de pesquisa antártica, 
realizadas pelo Japão, nas décadas de 1960 e 1970.

Visitantes também podem conferir detalhes de todo o navio, 
como a dimensão das hélices do Fuji e 
seu eixo de transmissão.

25 toneladas em aço inoxidável.
Hélice real da embarcação.

A grande âncora do navio.

 Veículo de neve usado pelos pesquisadores.
Era muito avançado para a época.

 Os barcos salva-vidas, 
aptos a lidar com a imensa quantidade
de gelo nas águas antárticas.

Podemos apreciar o barco (e seus acessórios) por fora...

e por dentro também!
Vamos visitar o navio por dentro, 
mostro pra você em um post futuro, tá?