5.01.2017

Chimichurri - Molho Tradicional Argentino Para Carnes e Churrasco - Grande Almanaque Mauj

Na terra do churrasco este molho, à base de ervas, sempre acompanha as parrilladas e asados.
Sem receita fixa, cada família argentina costuma fazer o chimichurri à sua maneira.


É um molho para carnes, tradicional da Argentina.
Versátil, casa bem em qualquer tipo de proteína e possui inúmeras receitas.

Receita tradicional

 
  • 1 xícara (chá) de azeite 
  • ½ xícara (chá) de vinagre branco 
  • ½ xícara (chá) alecrim picado  
  • ½ xícara (chá) de tomilho picado 
  • 1 xícara (chá) de salsinha picada
  • 1 xícara (chá) de cebolinha picada 
  • 1 xícara (chá) de manjericão
  • 1 xícara (chá) rasa de páprica 
  • 1 pimenta dedo de moça, sem sementes, picada. 
  • 1 dente de alho moído 
  • Sal e pimenta do reino a gosto 

Misture em um pote todos os ingredientes.
Deixe descansar de um a dois dias na geladeira.
Pode-se usar tanto ervas frescas como secas.
Dura até duas semanas refrigerado.


Deposite o molho sobre as carnes previamente assadas e bom apetite.
Pode-se também consumir com aperitivos, pães, salgados.

Caso não goste (ou não tenha no momento) alguma erva, basta substituir por qualquer outra de sua preferência. O molho aceita todo tipo de variação de ingredientes.

 Variante de chimichurri picante. 
Ervas diversas batidas com azeite em liquidificador, 
com um toque de maionese e cream cheese. 
Receita de Junior Boccaletti.

Há também versões desidratadas do molho argentino, vendido em pacotinhos e bastando adicionar azeite e vinagre.


Aqui no Japão estamos curtindo nosso feriado de Golden Week.
Comum fazermos muitos churrascos nesta época, por causa do clima agradável.
Então temos aqui uma dica para tornar estes dias ainda mais gostosos.

Um comentário:

Lúcia Soares disse...

Uso muito, mas desidratado. Coloco para cozinhar com a carne, já no finalzinho. Um sabor especial!