5.31.2017

Torito Café - Com Charme em Shimanami Kaido - Grande Almanaque Mauj

Aqui no Japão me encantam os cafés.
Japoneses capricham no visual, no cardápio e principalmente no atendimento.
São lindos e deliciosos, com cara própria e personalidade.
Adoro conhecê-los! Cada um representa uma experiência totalmente nova e divertida.

Já te levei a um simpático café nas montanhas de Mie - Inabe (link), hoje te mostro um na ilha de Shikoku. Nosso passeio/dica de hoje.

Vamos ao Torito Cafe!
No AEON Shimanami Kaido,
em Ehime.

De cara já somos recepcionados por um estiloso Bary-san, 
o mascote da cidade de Imabari.

O Junior pediu um café com creme, 
simplesmente delicioso.
Eu sei... porque tomei metade
do café dele.

Fiquei com um expresso.
Mas como te disse, tomei o dele.

A fofa "panelinha" de torrões  de açúcar.
Ai, cortei a tampa na foto.

Atacamos de waffles.
Pedi o meu com sorvete de baunilha, côco e 
frutas vermelhas.

Júnior pediu versão banana, côco 
e chocolate.

Meu lord inglês.
Meu amor é elegante, né?

Até a conta é vem cheia de charme.
Ih, não lembro o preço de nada. 
Mas não era caro, não.

Charmoso né?

Tá. Sei que não dá para ver direito 
os destaques do cardápio ao fundo, 
desenhados com muita graça,
na lousa.

Com muito amor.
E sabor.

Os pratos são charmosamente servidos em uma tábua "de carne".
A madeira é bambu - portanto sem contaminações por bactérias,
fique tranquilo.

A gerente nos recepcionou com um inglês perfeito.
Coisa rara nesse Japão, rs.


Endereço - 〒799-0068 愛媛県今治市にぎわい広場1-1 イオンモール今治新都市 1F
Ehime-ken Imabari-shi Nigiwai Hiroba 1-1 Aeon Mall Shintoshi 1F
TEL・FAX 0898-55-8334 (para Navi ou Google Maps).

5.30.2017

Shiseido Carmine Lotion - Para os Dias de Sol e Calor - Grande Almanaque Mauj

O verão no Japão é intenso. Além das altas temperaturas, o sol queima pra valer entre junho a setembro.

Um dos recursos que os japoneses mais usam para aliviar queimaduras de sol é o Shiseido Carmine Lotion.

Lançado em 1964, esta loção tônica refresca e alivia queimaduras solares, funciona como um bom pós-sol. Uma espécie de Caladryl japonês, ajuda a diminuir a forte ardência causada pela excessiva exposição solar.

Shiseido Carmain Lotion 
(資生堂 カーマインローション, pronuncia-se "Xicêidô Cámain Lôxon")


Japonesas usam antes da maquiagem, nos dias quentes e suarentos.
Produz um efeito matte, os componentes deste toner ajudam a controlar a oleosidade. Serve como primer matificador.

Idem pessoas com pele oleosa/acnéuca, que visam manter uma pele mais fresca e sem aquela aparência de papel de coxinha.


Como utilizar:
agite bem o produto.
 Coloque um pouco da loção na palma das mãos
 e espalhe na pele limpa e lavada.
Pode ser aplicado com algodão.
Produz melhor efeito se aplicado gelado, 
portanto guarde o produto na geladeira.
Use antes do hidratante de costume.


Contém:
Calamina - antisséptico, acalma a pele irritada/queimada.
Gluconato de zinco - limita os excessos de sebo, antimicrobiano, clareia manchas.
Ácido salicílico - anti-inflamatório, rejuvenescedor, inibe cravos e espinhas.



Apesar de ser um produto Shiseido, não é caro.
Preço médio - 340 ienes (R$ 9,50) por embalagem de 260 ml.
Facilmente encontrado em qualquer farmácia japonesa, 
loja de departamentos, perfumarias. 

 Versão "de Luxe" do produto, com embalagem de vidro.
150ml, 500 ienes (R$14,50). 


Comercial de TV - 1968.
Um pouco de nostalgia televisiva.

5.29.2017

O Altar da Estação Meitetsu Chiryu - Grande Almanaque Mauj

Meitetsu Chiryu, 
 certo dia de março, 
2016.

11 da manhã.
Chiryu (pronuncia-se "Tiríu"),
estação principal da cidade de mesmo nome, 
na província de Aichi.


Antiga, os trens fazem sua parada desde 1923. 
Tão conhecida de tantos brasileiros que moram no Japão, né?
Plataforma 6, que segue em direção Okazaki/Toyohashi.
Eu vou à cidade de Nishio.


Ao canto esquerdo da plataforma, 
um pequeno e velho altar.
Refere-se ao Templo Henjoin,
de orientação budista Shingon 
("Verdadeira Palavra", em japonês),
que se localiza perto da estação.


 O pequeno altar homenageia Kobo-Daishi (ou Kukai), 
fundador do Budismo Shingon.
A Shingon se tornou uma das maiores escolas budistas japonesas, 
de orientação Vajrayana (tibetana).

(meu cotidiano no Japão)

5.27.2017

Flan de Kefir - Receita Fácil e Saudável - Grande Almanaque Mauj

Kefir é um leite fermentado através de uma colônia de leveduras e bactérias ácido-lácticas/acéticas.
Probiótico, faz bem ao aparelho digestivo, é rico em proteínas, cálcio e vitaminas do complexo B.

Vou te ensinar uma receita facinha, um flan de kefir (ou iogurte) bem saudável, leve e gostoso.
Bom para quem está de dieta e quer comer um docinho.




Flan de kefir

Ingredientes:

2 pacotes de gelatina (se puder, zero cal/sem açúcar) do sabor que preferir.

500 ml de água

500 ml de leite fermentado de kefir (ou iogurte).


Preparo:

Dissolva a gelatina em água quente.

Deixe o líquido esfriar, ficar em temperatura ambiente.

Acrescente o Kefir (ou iogurte), bata com um fouet, mixer ou batedeira para que o líquido misture bem com o leite fermentado e também fique aerado.

Coloque em taças (ou copinhos).

Deixe gelar.


Experimente enfeitar com folhas de hortelã, raspas de limão ou laranja, para dar um toque perfumado na sobremesa.

Aguarde a gelatina esfriar antes de acrescentar o kefir/iogurte, para não matar os lactobacilos.

Como é um flan, faça uma calda a seu gosto e que combine com o sabor escolhido da gelatina.
Se preferir mais diet, deixe sem calda mesmo que está ótimo.

Bon appétit, como diria Julia Child.

5.26.2017

Marisa Monte no Japão - Zepp Nagoya - Grande Almanaque Mauj

Era 26 de Maio de 2007.

Há exatos dez anos.

O show era dela.

Marisa Monte estava no Japão fazendo uma turnê
de muito sucesso.

Zepp Nagoya, 
uma famosa casa de shows japonesa.

Ela nos remete a certeza de que 
resta algo de bom
na música brasileira.

Algo que realmente vale a pena ouvir
e que não é 
descartável.

A japonesada vibrou com o show, 
MPB de qualidade faz sucesso por aqui.
Em Tokyo aplaudiram de pé a artista por 15 minutos,
após o término de sua apresentação.

No Japão a MPB (clássica e de qualidade) 
é considerada uma música elegante e refinada.
Toca nos locais mais chiques do país.

Mas claro, faz sucesso a música boa, né?
As porcarias atuais, esqueça.
Aliás, esqueça-as, que é melhor pra você.


Tanto é que muitas vezes os artistas do Brasil vem pra cá,
mas praticamente só a comunidade de brasileiros no Japão 
é que assiste os shows.


Ao rever estas fotos que fiz, bateu uma saudade gostosa.
Foi uma noite especial! Muito.

5.25.2017

As Gaivotas Yurikamome de Takeshima Gamagori - Grande Almanaque Mauj

Fins de abril.
Florescem as azaléias em todo o Japão.

 Passeávamos por Gamagori, uma simpática cidade litorânea.
Baía de Mikawa, província de Aichi.

 Éramos visitantes do lugar e resolvemos dar comida 
para outras turistas:
as gaivotas!

 Nome delas? 
Guincho-comum.
Em japonês "Yurikamome" 
(ユリカモメ ,  pronuncia-se "iuricamomê").

Aves migratórias, fogem do 
frio da Sibéria e Rússia.

 São muito simpáticas e chegam sempre famintas da viagem.

 É muito fácil vê-las no litoral japonês, 
em dias de primavera e temperatura amena.

 Tem horas que chegam tantas que vira cenário de "Os Pássaros", 
de Alfred Hitchcock.

São fofas e buscam o alimento em nossas mãos.
O Teruo quase levou umas bicadas!

A criançada adora!
Ao fundo a ponte da Ilha de Takeshima.


5.23.2017

Laerte-se - Netflix Brasil/Japão - Grande Almanaque Mauj


"Laerte-se", o primeiro documentário/filme brasileiro da Netflix.
Também está disponível no catálogo japonês do site.

Após 57 anos vivendo como homem e pai de família (três filhos, três casamentos) Laerte assume-se transgênero. Alma de mulher, revela sua intimidade à cineasta Lygia Barbosa da Silva e a jornalista Eliane Brum.


 Laerte e Eliane Brum.

O documentário é bacana, toca no tema da homossexualidade e transexualidade de maneira natural.
Laerte é uma pessoa inteligentíssima e vale a pena ouvi-lo.

A personagem tema do vídeo explana suas idéias em um clima de "visita na casa da tia".
Tudo amarrado por imagens intimistas e cotidianas, como a reforma da casa, netinho brincando, álbum de família, maquiagem, manicure.

Nas diferenças que temos, no fundo, somos todos muito iguais.


Laerte apaixona a gente por suas idéias e há uma certa ternura no documentário. Mas os 100 minutos do filme se tornam um pouco longos e acabam cansando.




Os momentos de uma Laerte mais "persona" (adorei a parte dela dançando de vestido dourado), Rita Lee e imagens de arquivo da família são deliciosos.

Ah, assista a esta ótima entrevista dada ao saudoso Antônio Abujamra, no programa "Provocações", da TV Cultura. A gente pode sentir a genialidade desta grande figura que é Laerte.