4.30.2017

Beringela ou Berinjela? É Foca! Grande Almanaque Mauj

 Berinjela ou Beringela?
Qual o correto?
 
Hum.... é foca! 
Tem até olhinho.

 De vez em quando a natureza fica engraçadinha 
e apronta das suas

 Legumes em forma de coisas, bichinhos...
Será que é mutação radioativa de Fukushima rs?

Mas o correto é: beringela e berinjela. 
G ou J? 
Ambos!
Berinjela se usa mais no Brasil, 
beringela em Portugal.
Em japonês é "nasu" (なす、pronuncia-se "nássu").

4.29.2017

29 de Abril - Dia de Showa - Para Refletir - Grande Almanaque Mauj

Dia de Showa, no grande feriado de Golden Week.

Natalício do imperador Hirohito - 29 de abril de 1901 - 7 de janeiro de 1989, 87 anos.
Hirohito (裕仁, pronuncia-se "Rirôrrito" e não "Iroíto"), o 124º imperador do Japão. 


Governou o Japão por 62 anos, entre 1926 a 1989.
Monarca do Período Showa - 昭和時代, a Era da Paz Iluminada.

A comemoração de hoje tem um sentido especial: repensar a história.
Data não celebrada por amor ao falecido imperador, é dia de refletir sobre tudo o que se viveu de bom e principalmente de ruim, na era Showa.

Explico: o sentimento por Hirohito é ambíguo.
Em seu governo o Japão realmente se consolidou como uma grande nação; ao contrário dos tempos atuais os japoneses tinham um enorme orgulho de seu povo e de si mesmos.

De certa forma viveu-se o esplendor do Japão, o país cresceu e se desenvolveu muito.
Deixou um saudosismo bem marcado nos japoneses, que experimentam agora uma certa decadência do arquipélago.



Mas... e todo o sofrimento causado ao povo japonês por causa de várias guerras?
O cruel padecer dos povos que foram dominados pelo o Japão?
Tanta gente sofreu, morreu em nome do império japonês e os delirantes sonhos do homem da pretensa paz iluminada.

Em muitos países da Ásia o Japão e japoneses seguem profundamente odiados até hoje.




Que valor Hirohito teve?

A paz e o desenvolvimento real do Japão só vieram depois que o imperador Showa perdeu o poder, no fim da segunda guerra mundial. Desde então a figura do mais importante membro da família real japonesa é decorativa e sem qualquer forma de comando.

A paz fora iluminada por duas bombas atômicas? Japoneses se perguntam até hoje...

4.28.2017

Feriadão de Golden Week - Grande Almanaque Mauj

Abre-se a Semana Dourada no Japão, o grande Feriado de Golden Week (ゴールデンウィーク).
Quatro feriados nacionais são emendados, geram uma pausa laboral de uma semana a dez dias.

• 29 de abril: - Dia do Imperador Showa (Hirohito)
• 03 de maio - Dia da Constituição Japonesa
• 04 de maio - Dia do Verde e da Festa Nacional
• 05 de Maio - Dia das Crianças.

Escritórios, fábricas, parte do setor de comércio e serviços entram em recesso.
Um excelente respiro anti-stress, em dias de ótima temperatura e clima primaveril.

Semana de ouro pois o foco é apenas divertir-se e descansar.
O país é tomado por inúmeros eventos, celebrando os feriados e o descanso dos trabalhadores.


Muitos japoneses aproveitam estes bons dias para viajar.
O feriadão de Golden Week, claro, é o maior sucesso. Amado e idolatrado, teve sua idéia copiada pela China no ano de 2000. Nem o nome diferente, tanto cá, como lá é Golden Week!

Porque "Golden Week", em inglês?
Culpa do rádio! A faixa nobre de programação da Rádio NHK (a mais antiga e que durante muitos anos foi uma espécie de Radio Nacional japonesa) é denominada "Golden Time".


A partir da década de 1950 o feriadão de Maio ganha uma Golden Time toda especial, rebatizada de "Golden Week". Audiência maciça nos tempos em que o rádio era o rei do entretenimento, o nome "pegou" e pronto, virou sinônimo destas férias de primavera.


 Feliz Feriadão de Ouro, descanse muito!

4.27.2017

A Noite das Cerejeiras em Flor do Lago Kanoko - Machiya - Grande Almanaque Mauj

Noite.
Estação Primavera.

 Subimos o morro para vê-las...
fazer "hanami".

 As iluminadas cerejeiras em flor do Lago Kanoko, em Machiya.

Doce e suave noite no Japão, 
agradável e romântica.

Milhares de pétalas de sakura que aveludam,
perfumam nossa alma.

 Pontilhando nossa mente de encantamento,
leveza e plenitude.
Se misturam em amor
as flores brancas e rosas...

 Em delicados arcos de esplendor
E no alto seguem a brilhar,
nos fazendo sonhar...

4.26.2017

O Medo do Ataque Nuclear Norte-Coreano - Grande Almanaque Mauj



 25 de Abril de 2017. 
Primavera no Japão.

 Era para ser mais um dia comum e cheio de flores.
Nosso cotidiano aqui nas terras japonesas

 Creio que pelo temor de um ataque nuclear e mísseis norte-coreanos,
as ruas estavam estranhamente vazias.

 Estamos no centro da cidade de Imabari. 
Uma das maiores cidades da região de Shikoku.

 Teve horas que pensei estar em uma cidade fantasma, abandonada.
Porque não passava ninguém nas calçadas e ruas.
Havia uma estranha tensão no ar.

 Avenida da prefeitura local, praticamente sem carros nem pedestres.
O local, em dias normais, é movimentado.
(Edifício da Prefeitura - obra de Kenzo Tange, 
um dos mais famosos arquitetos japoneses).

 Ruas semi-mortas, parte do comércio sem funcionar.
Creio que os japoneses preferiram ficar em casa.
Um dia tenso para todo o arquipélago japonês.

4.25.2017

Vinho Hello Kitty - Grande Almanaque Mauj

Aqui no Japão tudo tem uma versão Hello Kitty. Até mesmo um vinho!

491 ienes (uns 15 reais) à venda no Kimble - Kinburu, loja de artigos novos e usados na cidade de Miyoshi, província de Aichi.
Produto da Casa L'Ángel, um moscatel de Alejandría (Málaga, Espanha).

Comprei, não.
Mas tirei foto pra você.

Ah, já te mostrei aqui no blog o vaso sanitário da gatinha sem boca! Veja aqui!

4.24.2017

Quando Me Amei de Verdade - Reflexão Positiva - Grande Almanaque Mauj

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima. 

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades. Hoje sei que isso é...Autenticidade. 

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de... Amadurecimento. 

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo. Hoje sei que o nome disso é... Respeito. 

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama... Amor-próprio. 

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é... Simplicidade. 

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes. Hoje descobri a... Humildade. 

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude. 

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é... Saber viver!

Quando me amei de verdade, deixei de temer meu tempo livre e desisti de fazer planos. Hoje faço o que acho certo e no meu próprio ritmo. Como isso é bom!

Quando me amei de verdade, desisti de querer ter sempre razão, e com isso errei muito menos vezes. 

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Isso me mantém no presente, que é onde a vida acontece. 

 Quando me amei de verdade, percebi que a minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando eu a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.



 
Quando Me Amei De Verdade 
Kim Mcmillen & Alison Mcmillen 
Editora Sextante、 2009 
64 páginas.



Kim McMillen faleceu aos 52 anos.

Alison, sua filha, ao organizar as coisas deixadas pela mãe recém-falecida, encontrou um simpático caderninho, cheio de anotações e pensamentos manuscritos por Kim.

Um caderno manuscrito, que reunia toda a filosofia de vida de sua mãe. Encantou-se com a simplicidade e a leveza do conteúdo, que descreviam tão bem seu jeito de viver.

Alison publicou os pensamentos do caderno de memórias em forma de um pequeno livro, em homenagem à Kim.

O mesmo se torna um sucesso imediato, explodindo em vendas em todos os Estados Unidos.





Quando Me Amei de Verdade, de Kim e Alisson McMillen, é um livro daqueles de leitura bem rápida.

Simplezinho, de facílima compreensão, repleto de boas reflexões para uma vida mais leve e melhor.

Um estilo à la "Minutos de Sabedoria", só que ainda mais direto e simples.

Sempre leio, releio este livrinho.
Gosto, me faz bem, me deixa mais leve, tranquilo e de bem comigo.

Não tenho preconceito nenhum com livros de autoajuda, ainda mais se realmente sinto que me fazem viver melhor.

4.22.2017

Courgette Marinade - Salada de Abobrinha Marinada - Receita Fácil - Grande Almanaque Mauj

Para o fim de semana, uma saladinha crua rápida e fácil.
Boa para acompanhar uma carne, um grelhado, etc.
Leve, saudável e low carb.


Abobrinha Italiana Marinada

Ingredientes


  • 1 abobrinha italiana cortada em rodelas
  • 2 limões
  • Pimenta calabresa
  • Salsinha e cebolinha a gosto
  • 2 dentes de alho
  • Azeite
  • sal

Preparo


Fatie a abobrinha em rodelas bem finas. Se possível, use um mandolin ou processador para tal.
Pique bem miudinho o alho.

Coloque a abobrinha fatiada em uma tigela.
Acrescente o sumo de dois limões, a pimenta, o alho.
Regue generosamente com azeite, acerte o sal e temperos.

Leve à geladeira e deixe marinar por uma hora, pelo menos.
E só servir e ser feliz.



(Abobrinha em japonês - zukkini , ズッキーニ. Igual o nome em italiano, "zucchini").

4.21.2017

Bicho na Comida - Insetos Masterchef - Tailândia e Yuko - Grande Almanaque Mauj

Na forma de salgadinho, petiscos e pratos feitos à base de curry, etc., os pequenos invertebrados tem sido um deleite na Tailândia por séculos.


O costume asiático de comer insetos nasceu em tempos de fome.
Nos dias de muita pobreza e escassez tudo que se mexe passou a ser visto como comida.

Na capital, Bangkok, alimentar-se destes pequenos invertebrados causa certa rejeição, é visto como coisa de gente pobre e ignorante. No interior a tradição permanece firme, até por ser uma região mais pobre.

Angelina Jolie devorando uma tarântula.

Turistas adoram espetinhos de insetos comestíveis fritos. Rendem fotos interessantes para postar no Facebook e outras redes sociais. Mas não costumam comer, jogam o petisco fora após os cliques.



Há mais de duzentos tipos de insetos comestíveis.
Artrópodes são fontes enormes de proteínas e minerais.


Fui à Tailândia algumas vezes, como turista.
E confesso que cheguei a provar a insect meal.

Em um jantar na casa de uma querida amiga insetos foram servidos. Todos a comer os bichinhos e fiquei sem jeito de recusar.

Estava lá, na minha frente, uma bandeja enorme de grilos, gafanhotos, escorpiões, larvas diversas.
Com molho de shoyu, pimenta e óleo de gergelim.

O sabor é bom, apesar de certo horror na hora de comer. Não repetirei a experiência, uma vez basta e está bom demais, já saciei minha curiosidade.

Yukontorn Tappabutt, uma simpática tailandesa, te explica o sabor e história de algumas estranhas iguarias locais:

1 - Bicho da seda
2 - Gafanhoto
3 - Larvas do bambu (inseto "metrô").
4 - Grilo
5 - Barata d'água
6 - Escorpião
7 - Rã "aleluia"
8 - Ovos de formiga
9 - Rato do arroz
10 - Cachorro



Assista o vídeo abaixo.


A Yuko te fala sobre os insetos fritos tailandeses.
E também sobre comer sapos, ratos e cachorros.
Cuidado na hora de comer gafanhoto, tá?
Assista, sem preconceitos.


Yukontorn Tappabutt vive no Brasil, em São Paulo.
31 anos, originária de Suphan Buri (região central do Reino da Tailândia), é professora de idiomas, youtuber (Ann Tailandesa) e cozinheira.
Participa da atual edição do Masterchef Brasil.

Encantadora com seu jeito engraçado, simpático, atrapalhado e de fala enrolada.
Faz uns pratos deliciosamente criativos. Tem minha torcida.

4.20.2017

Come Um Puto Que É Gostoso! Filipinas - Grande Almanaque Mauj

Te garanto que comer uns putos é muito bom, te dá muito prazer.
Principalmente oral.

Coisa de filipinos, aprendi com eles.

Puto é um simples e humilde bolinho de arroz recheado com côco fresco. Cozido no vapor, envolto em uma folha de bananeira.
Puto todo branquinho, fofinho e lindo.

O puto, ah... além do côco enfiam de tudo nele - queijo, carne moída, frango, frutas, doces, chocolate, legumes e verduras.

Puto sem recheio também tem,  passe uma manteiga para lubrificar o bichinho e coma com gosto.

Em uma viagem às Filipinas (Cebu, Manila e ilha de Mindanao) comi muitos putos!
Os de bolinho, claro.

Sem preconceitos de cor, 
tem puto de todas as cores.


É tanto puto pra lá e pra cá nas Filipinas 
 que você encontra mistura pronta 
para fazer facilmente sua putaria.


Aqui no Japão também não faltam os putos! 
À venda em uma loja de produtos brasileiros em Nagoya. 
Viu, brasileiros no Japão também podem entrar de cabeça 
numa boa putada, basta querer!


Bem gostosinho, 
nas mesas filipinas 
o Puto te espera. 
Caia de boca!


Acompanhando um bom adobo filipino - carne de porco ou frango 
cozido no leite de côco 
é maravilhoso, te garanto.


Puto que pariu. 
Agora fiquei com fome.
Tá a fim de pegar uns putos?


Elsa, além de fazer frio, vende putos por telefone.
Putarias tradicionais, aos montes, nas Filipinas.

4.19.2017

Pizzas Assadas na Churrasqueira - DCM Pizza Oven - Grande Almanaque Mauj.

Tudo acaba em pizza.
Porque é bom demais, né? 
Pizza de alicci (aliche) indo pro forno.
O amor que fez.
Amo.

Tão delícia assar umas pizzas em casa, né?
Não temos forno à lenha, vai no forno elétrico mesmo.


Ao comprar carvão para churrasco no Daiki
(sim, no Japão também fazemos churrasco)
notamos que havia lá uma churrasqueira diferente...


Era uma churrasqueira... para pizza!
da DCM
(DCM ブランド ピザオーブン.- "Di-shi-êmu burando Piza Oobun").

 
Em vez de lenha, pizzas assadas no carvão! 
Deve ficar gostoso também, meio "defumada".
Entre 5 a 10 minutos sua pizza assou, 
diz a propaganda do produto.

Tem um termômetro na parte superior.  
É feita em aço inox.

 
Legal dá também para fazer 
paella, rosbife, batata doce assada "yaki imo", etc.

Não comprei, não.
Senão é comprar...
usar algumas vezes
e depois encostar.
Então levo o produto apenas em foto.
Ando em uma vibe minimalista.

Caso você se interesse, 
vá a qualquer home center japonês da rede DCM
(Kahma, Daiki, Sanwa, Kuroganeya, Nicot)
e adquira a sua! E depois me fale se gostou.


 Lembrando que a assadeira de pizza é vendida separada 
da churrasqueira comum, tá?
E este post não é propaganda do produto,
postei por achar curioso e interessante.

Ah, o preço?
3980 ienes, uns 115 reais.