Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

29 de Abril - Dia de Showa - Para Refletir - Grande Almanaque Mauj

Dia de Showa, no grande feriado de Golden Week.

Natalício do imperador Hirohito - 29 de abril de 1901 - 7 de janeiro de 1989, 87 anos.
Hirohito (裕仁, pronuncia-se "Rirôrrito" e não "Iroíto"), o 124º imperador do Japão. 


Governou o Japão por 62 anos, entre 1926 a 1989.
Monarca do Período Showa - 昭和時代, a Era da Paz Iluminada.

A comemoração de hoje tem um sentido especial: repensar a história.
Data não celebrada por amor ao falecido imperador, é dia de refletir sobre tudo o que se viveu de bom e principalmente de ruim, na era Showa.

Explico: o sentimento por Hirohito é ambíguo.
Em seu governo o Japão realmente se consolidou como uma grande nação; ao contrário dos tempos atuais os japoneses tinham um enorme orgulho de seu povo e de si mesmos.

De certa forma viveu-se o esplendor do Japão, o país cresceu e se desenvolveu muito.
Deixou um saudosismo bem marcado nos japoneses, que experimentam agora uma certa decadência do arquipélago.



Mas... e todo o sofrimento causado a…

Vinho Hello Kitty - Grande Almanaque Mauj

Aqui no Japão tudo tem uma versão Hello Kitty. Até mesmo um vinho!

491 ienes (uns 15 reais) à venda no Kimble - Kinburu, loja de artigos novos e usados na cidade de Miyoshi, província de Aichi.
Produto da Casa L'Ángel, um moscatel de Alejandría (Málaga, Espanha).

Comprei, não.
Mas tirei foto pra você.

Ah, já te mostrei aqui no blog o vaso sanitário da gatinha sem boca! Veja aqui!

Bicho na Comida - Insetos Masterchef - Tailândia e Yuko - Grande Almanaque Mauj

Na forma de salgadinho, petiscos e pratos feitos à base de curry, etc., os pequenos invertebrados tem sido um deleite na Tailândia por séculos.


O costume asiático de comer insetos nasceu em tempos de fome.
Nos dias de muita pobreza e escassez tudo que se mexe passou a ser visto como comida.

Na capital, Bangkok, alimentar-se destes pequenos invertebrados causa certa rejeição, é visto como coisa de gente pobre e ignorante. No interior a tradição permanece firme, até por ser uma região mais pobre.

Angelina Jolie devorando uma tarântula.
Turistas adoram espetinhos de insetos comestíveis fritos. Rendem fotos interessantes para postar no Facebook e outras redes sociais. Mas não costumam comer, jogam o petisco fora após os cliques.



Há mais de duzentos tipos de insetos comestíveis.
Artrópodes são fontes enormes de proteínas e minerais.


Fui à Tailândia algumas vezes, como turista.
E confesso que cheguei a provar a insect meal.

Em um jantar na casa de uma querida amiga insetos foram servidos. T…

Pizzas Assadas na Churrasqueira - DCM Pizza Oven - Grande Almanaque Mauj.

Tudo acaba em pizza. Porque é bom demais, né?  Pizza de alicci (aliche) indo pro forno. O amor que fez. Amo.
Tão delícia assar umas pizzas em casa, né? Não temos forno à lenha, vai no forno elétrico mesmo.

Ao comprar carvão para churrasco no Daiki (sim, no Japão também fazemos churrasco) notamos que havia lá uma churrasqueira diferente...

Era uma churrasqueira... para pizza! da DCM (DCM ブランド ピザオーブン.- "Di-shi-êmu burando Piza Oobun").

Em vez de lenha, pizzas assadas no carvão!  Deve ficar gostoso também, meio "defumada". Entre 5 a 10 minutos sua pizza assou,  diz a propaganda do produto.
Tem um termômetro na parte superior.   É feita em aço inox.
Legal dá também para fazer  paella, rosbife, batata doce assada "yaki imo", etc.
Não comprei, não. Senão é comprar... usar algumas vezes e depois encostar. Então levo o produto apenas em foto. Ando em uma vibe minimalista.
Caso você se interesse,  vá a qualquer home center japonês da rede DCM (Kahma, Daiki, Sanwa, Kuroganeya, Nicot) e adqui…

O Trauma do Gás Sarin - Atentado ao Metrô de Tóquio - Grande Almanaque Mauj

Aumenta a tensão na Ásia, perspectiva de ataque químico ou nuclear por parte da Coréia do Norte.

O primeiro-ministro Shinzo Abe teme que Pyongyang autorize um ataque ao Japão - lançamento de mísseis contendo gás sarin, por exemplo.


O Japão tem um profundo trauma em relação ao gás venenoso.


Tokyo.
20 de março de 1995. 7:50 da manhã, hora do rush. 
9 milhões de pessoas circulam na região central da cidade.

Cinco homens, espalhados pelas linhas de metrô mais importantes e cheias do país (Chiyoda, Marunouchi e Hibiya), carregam sacolas plásticas repletas de um líquido inodoro e incolor.

Dentro de vagões lotados as sacolas são furadas pelos cinco cidadãos, com a ponta de um guarda-chuva.

O líquido vaza e se rapidamente se volatiza, espalha no ar.
Gás sarin, neurotóxico que causa intensos espamos musculares, cegueira e mata por asfixia.

Enquanto realizam sua operação terrorista os cinco homens cantam:

"Ele veio da Alemanha nazista,  Uma arma química perigosa,  Sarin, sarin.  Se você inalar…

Macarrão de Melda - Fotomomentos - Grande Almanaque Mauj

O macarrão veio da Turquia. Melda, parece o Cebolinha falando...ah, deixa pra lá. Comprei no supermercado Marusu.  Meio quilo, 100 ienes (3 reais). Grano duro, Melda dura (coma mais fibras e tome iogurte, acho que ajuda). Nome proibitivo para pessoas do interior.

Depois de cozinhar a Melda, um molhinho vai bem. Dourar um alho, tomate, manjericão e etc  nesta frigideira do Ursinho Pooh (ou Puff, Pif-Paf, Poha, sei lá). Pela foto não dá pra notar, mas é bem grandona. 2000 ienes na Lagerhaus, uns sessenta reais. Não comprei, não.  Sou adulto, sabe?

Para acompanhar o macarrão, coquinha e fanta uva.  Em garrafa de vidro, porque é muito mais charmoso  e tem sabor de infância (de gente velha).  100 ienes, 3 reais, garrafinhas de coca-cola para colecionar.

Como não vou fazer todo o macarrão do pacote, vai sobrar Melda.  A gente usa prendedor de roupa para fechar a embalagem  com a massa que sobrou. Porque você sabe, nossa veia suburbana grita forte sempre  e prendedor no pacote é clássico. Prendedores do Mickey. 10…

Vai Cagar! Em Português Mesmo! Grande Almanaque Mauj

Em um post anterior mostrei para você o vaso sanitário da Hello Kitty (link).

Sabia que no Japão dá para você fazer seu cocô...em português?
Pois é, avisos em língua japonesa e portuguesa.
Para japoneses e brasileiros.

 Nas paredes um banheiro qualquer, na província de Aichi. Porque sempre tem uns que fazem a "patente" (como dizem os norte paranaenses) de lixeira, daí.
 No Japão o papel higiênico se joga no próprio vaso sanitário  e não em um lixinho separado, como se faz no Brasil.  Por isso o excesso de papel pode entupir a privada.


Sempre tem um cretino que acha lindas suas obras de arte barrocas e deixa-as lá, expostas, para todos verem. Gente mal educada está em todo lugar do mundo, seja no Brasil ou Japão, né?

"N.o merda aqui", aviso em um mictório. Ou seja, "S.m mijo aqui". Banheiro de loja de conveniência (konbini Circle-K) na cidade de Komaki, Aichi. 

"Moldes, Portoges". Tradução bem cagada. Foto cortesia da minha querida amiga Vanessa Miyata.
Porque…

Cerejeiras em Flor no Rio Tonda - Grande Almanaque Mauj

 Estamos no leito do rio Tondagawa. Província de Ehime, cidade de Imabari.
Nublado dia de primavera no Japão. Os botões de cerejeira (sakura) se abrem em rosadas flores delicadas.


 Pétalas que tomam conta da paisagem,  formam nuvens rosadas e suavemente perfumadas.

As flores não estavam plenamente abertas ainda. Mas mesmo assim é muito lindo, né?

Noite de Cerejeiras em Flor no Castelo de Imabari - link
Época de fazer hanami um piquenique sob as árvores floridas,  para apreciar toda a beleza das cerejeiras em flor.
Tradição japonesa.

Nos bancos de areia do rio Tonda, flores de colza. Aquelas que dão origem ao famigerado e polêmico 
óleo de canola.

Legal o reflexo do sakura no carro, né?

E o hanami segue durante o dia todo. À noite, estas flores ganham um charme especial,  sob a luz dos chochin (lanternas japonesas típicas).

Farinha Sem Glúten - De Arroz - Grande Almanaque Mauj

Amigos leitores, que são celíacos ou estão em dieta gluten free, sempre me perguntam se no Japão há farinhas sem glúten.
Facilmente encontramos uma: a farinha de arroz.

Para empanados. Faz uma fritura crocante.

Farinha de arroz para pães, pizzas.  Para quem busca uma massa mais fofa, suave. Pago, em média, 180 ienes (R$ 5,00) o pacote de meio quilo nos supermercados do AEON, Apita.


Uso estas farinhas para substituir a de trigo comum, já que tenho certa intolerância ao glúten.
Fico com peso no estômago, barriga alta e até uma certa moleza no corpo.


A massa, dependendo da receita, fica um pouco menos elástica e macia (o glúten confere uma textura mais "aveludada" aos alimentos). Utilize a farinha de arroz adequada à sua receita para melhores resultados.

Farinha de arroz para doces e bolos.

Procure no mercado local por okomenoko, (お米の粉, pronuncia-se "ocôme-no-cô") - farinha de arroz em japonês.




Caso queira a versão de arroz integral, genmaiko (玄米粉, pronuncia-se "guên…