7.13.2016

Eu... (TAG) - Saiba Mais Sobre Mim - Grande Almanaque Mauj

Vi esta TAG delicinha na timeline da minha amada prima (e uma pessoa que eu me orgulho) Fernanda Iasi. Que, por sua vez, respondeu a TAG publicada por uma amiga muito querida, Patrícia Pinto.

Trouxe para o blog, tal qual a TAG que postei ontem -  Algumas Coisas Para Se Fazer na Vida

É um jeito de você saber um pouco mais do que sou.
É um jeito de eu mesmo saber um pouco mais de mim, também.

Se gostar, leve para você e responda à sua maneira.



Eu quero:  tudo o que é bom, meu filho.

Eu acho:  não acho nada. Achismo é superficial, tipo papo na fila da farmácia. Esqueça.

Eu odeio: o que/quem não me faz bem. Não queria saber do meu lado ruim, já te aviso. Cuidado se eu viro teu inimigo, pois é para a vida toda e as seguintes também. Sei também ser hiper do mal e não queira despertar este lado. Cobro com sangue tua vida.

Eu sinto: o que minha alma fala para mim. Te sinto quando estou com você. Valorizo muito o que sinto, nem tanto o que penso.

Eu escuto: o que ecoa bem no peito. Música que me põe bem e delícia.

Eu cheiro: o cheiro da sua pele. Dá um tesão gostoso que nem te conto.

Eu imploro: por nada. E ainda mando tomar no cu. Ah, vá, olha para a minha cara e vê se tenho cara de ficar implorando alguma coisa para alguém?

Eu procuro:  o sentido do que vivo e faço. Sempre. Se não faz sentido, esquece.

Eu arrependo-me: (é pouca coisa, mas...) de caminhos que escolhi, de pessoas que gostei ou amei, coisas que não fiz, bocas que não beijei, livros que não li, passos que não dei.

Eu amo: bicho, gente boa, boa comida, cultura, natureza e tudo o que ecoar bem aqui dentro.

Eu sinto dor: se o pinto é muito grande. É horrível.


Eu sinto falta: da família e amigos que estão longe de mim. Aff, dói, viu. Muita gente eu queria como vizinho, perto de mim, no maior egoísmo.

Eu importo-me: com os que/o que amo. Penso muito em quem eu gosto.

Eu sempre: procuro ficar bem, mesmo quando a situação é bem difícil. Eu sempre sei que o sol nasce todos os dias (apelei, mas é).

Eu não fico: sem boa comida, amor, felicidade, amigos e aquela culturinha saborosa.

Eu acredito: em Deus, em uma grande força maior. Energia, Universo. E creio muito na força do amor, seja fraternal ou romântico.


Eu danço: de tudo! Da música japonesa tradicional, árabe, ao batuque de vudu. E sou bom nisso, sempre me dizem, sempre fui muito elogiado quando danço, olha só. Amo.

Eu canto: sempre! Principalmente música de puta, fossa, bordel e oldies. Dizem que canto bem, embora eu mesmo acho que sim (rs).


Eu choro: com novela mexicana velha. Com músicas que tocam meu ser.
Quando você me emociona.
E de saudades, muitas saudades.
E cebola é o k-ralho pra chorar, também.

Eu falho: em poupar. Gasto tudo, é uma desgraça isso.

Eu luto: pelo que acredito.

Eu escrevo: naturalmente. E não reviso textos. E graças a Deus escrever ajuda no meu sustento.

Eu ganho: sempre! Não vim nessa vida para perder, não, meu doce. Jogo limpo, mas ganho sempre!


Eu perco: as rédeas quando você me diz "eu te amo". A perna bambeia gostoso, viu. Vem meloso pro meu lado que tu vai ver. Teu elogio me compra, teu amor me possui.
Me ganhe pelo caminho do amor, outros caminhos me fazem perder de ti.
Já aprendi a me amar, portanto me apegar no que é bom. O ruim significa perder, para mim.

Eu confundo-me: com idiomas estrangeiros, tem horas. Porque é japonês, inglês, espanhol, até o francês, italiano e meu árabe amado rodando na cabeça tudo ao mesmo tempo e nem sempre disponível à mão quando preciso. Sou poliglota, mas as línguas todas se misturam em minha cabeça e cada uma não quer ficar no espaço que lhe convém.

Eu estou: delicinha, biscate de um único amor, periguete. Sou todo paixão, gostoso, cheiroso. Queria ser da cor do pecado.


Eu fico feliz: com demonstração de amor e amizade. Sou daqueles bobos que se encanta até mesmo com uma bala, oferecida com muito carinho. Que sorri com whatsapp de um simples bom dia, que ama torrentes de mensagens do amado. Adoro troca afetuosa, abraços, essas coisas boas.
Gosto de gente, principalmente as que abrem um abraço para te receber. Nada a ver com carência e cia, sei é apreciar afetividade, o que é bem diferente. Me abro para o que é bom e bem me faz.

Eu tenho esperança: de ver um mundo melhor. Clichê, mas tenho.

Eu preciso: Voltar para o Brasil e ficar lá uma temporada longuíssima.

Eu deveria: odeio deveres. A Vida já tem muito deles, não me imponho nada que não esteja na minha alma tá? Esqueça.

Eu sou: leal, fiel a que/quem amo e gosto. Me orgulho disso.


Eu não gosto: de frieza, carão, blasé. Risco fora do meu mundo. Venha, para amar ou causar, mas venha quente e preparado. Se vier com cara de sopa de hospital, caia fora.
Se me ama, demonstre. Se me odeia, idem. Quanto mais longe te sinto, menos você importa para mim.

9 comentários:

Fê Iasi disse...

A-DO-REIII!!! Chorando de rir e comoção aqui... Meu primo lindo e tão verdadeiro com quem eu brigo e nem penso em mudança de sentimentos... Somos tão nós, né? Te amo, ser! Bjo!

Lilian Sumi disse...

Kkkk vc senti dor, mas vc gosta né??kkk
Como sinto falta de vc no intervalo, do seu jeito dado, do seu humor inteligente e da sua comilança...kkk

Jade disse...

Sensacional!! Essas coisas são muito boas pra conhecer quem a gente já imaginava né??
Um beijo querido!!

Jhony the cat disse...

voce,voce,voce...adorei e ponto.

Jhony the cat disse...

sou eu viu? (Vera Hatsugai)

Valéria Russo disse...

Você é meu muso! Amei te conhecer um bocadinho mais e esse teu humor ácido e flamejante me faz rir as gargalhadas, tem como não te amar?
Bjuivos no coração, da tua velha, virtureal, amiga Loba.

ValLindinha disse...

hahahahahaha
Delícia de post. Risadas misturadas com ternura.
Mas como sou biscate também, pesa mais o besteirol! Morri, com o pinto grande, não literalmente, de rir e pensar em como os homens se martirizam com uma coisa que é fetiche puro! Na pratica não é tudo que eles imaginam

Anônimo disse...

ótimo!

Jô Turquezza disse...

Engraçado como parece que já conheço você.
Não li nada que não seja você mesmo.
Já sabia de tudo isso rsrsrs
Continue assim, meu querido amigo.
Quando vier ao Brasil, já sabe, né?
joturquezzamundial
Beijos.