6.27.2017

Carro de Otaku - Fantasias de Amor e Sexo - Grande Almanaque Mauj

Estava lá, no estacionamento de um supermercado japonês,
um velho carro, todo decorado.

Enfeitado com personagens do manga Lucky Star,
que conta a história de quatro garotas estudantes.

Confesso que nada sei deste desenho (não curto mangás, nem animes).
Mas o próprio carro já me dava todas as informações 
sobre os personagens, rs.

O dono do veículo tem uma predileção-paixonite pela personagem Hiiragi Kagami.
Dados como local de nascimento, altura, hobby, gostos pessoais, 
até mesmo o tipo sanguíneo  
estão estampados no vidro traseiro do carro.

Bonequinhos dos personagens colados no velho carro, 
selinhos que resumem um pouco da história e do sentimento
do proprietário.

Muitos japoneses solitários e nerdões costumam tratar 
os personagens de desenho como se fossem reais.

 Dentro do carro a coisa é um pouco mais assustadora.
Até os bancos são encapados com os personagens.

Ah, borrei (porcamente) as placas do carro.
Detalhe do retrovisor e das frases escritas por todo o carro.,
muitas fotos.

Carro de otaku.
Cada um com sua mania, 
de perto ninguém é normal.


Estes fãs "exagerados" de personagens, chamados de otaku aqui no Japão, são pessoas que se dedicam obsessivamente a um personagem.

Alguns chegam a se isolar socialmente, desenvolvendo até uma certa fobia social.

A interação humana é substituida pela ficção e seus personagens, por ser mais segura e controlável (só depende da imaginação da pessoa). Na fantasia, o sujeito se realiza e se enxerga como ser.

No Japão não é raro ver alguém que se envolveu afetivamente,  até mesmo sexualmente, com um personagem de desenho.

Na forma de companheiro, melhor amigo ou namorado, o personagem ganha vida e passa a fazer parte do cotidiano, "interagindo" com o fã. É uma forma de escapismo de uma sociedade complicada, reservada e cheia de regras sociais, já que o mundo real não é previsível e muito menos mágico e encantado.

6.26.2017

Dicas Práticas Em Dois Minutos - Grande Almanaque Mauj

Dicas rápidas, que facilitarão muito sua vida.
Em dois minutos!

(recebido no whatsapp, compartilho com você).
Assista o vídeo e boa semana!


6.23.2017

Leite Condensado de Côco - Caseiro, Vegano, Sem Lactose - Grande Almanaque Mauj.

Dica para veganos, quem está fugindo da lactose.
E para quem gosta das coisas feitas em casa.

Parecido com o leite condensado tradicional, com um leve sabor de côco, este leite condensado vegetal é fácil de fazer.






Receita-base
  • 500 ml de leite de côco (não use a versão light, não dá certo)
  • 100 gramas (meia xícara) de açúcar mascavo (o branco também serve).


Coloque o leite de côco em uma panela, deixe ferver.
Baixe o fogo (para médio-baixo) e acrescente o açúcar.



Deixe apurar de vinte minutos a meia hora, mexendo lentamente, até a mistura engrossar bem.

Reserve e leve à geladeira.

Dicas:

  • Se quiser o leite condensado claro, use açúcar branco em vez do mascavo.
  • Apure BEM o líquido, para que engrosse e tenha sabor de leite condensado (senão vira mingau de côco). Mas tenha cuidado para que a mistura não passe do ponto e fique açucarada.
  • Guarde na geladeira, para que o leite condensado fique mais espesso e dure mais tempo.
  • Faça, de uma vez, 3, 4 receitas-base. A mistura rende pouco e você vai querer muito.
  • Para uma opção mais saudável, porém não-vegana, substitua o açúcar por mel.

No vídeo abaixo, o preparo do leite condensado de cõco e a mistura finalizada.



E está pronto seu leite condensado caseiro, zero lactose e vegano!