9.29.2016

Meu Amor, Meus Olhos (Habibi Ya Eini) Grande Almanaque Mauj

Maquiagem com "olho árabe". 
Entenda o significado.


Meu amor, meus olhos, Habibi Ya Eini.

Os olhos, para o árabe, é o mais importante sentido sensorial humano.
O olho te liga com a divindade, através deles podemos ver o mundo criado por Allah.
O olhar revela o profundo de cada alma (teus olhos nunca mentem, sempre entregam o real sentimento).

Em português dizemos "de coração" para tudo o que nos é importante e com sentimento.
Árabes dizem "dos meus olhos (min ayuni)".

Caso um árabe diga que você é os olhos dele (ou que por você ele oferece seus olhos) saiba que é uma declaração de amor/afeto das mais importantes e profundas.

Omar Borkan Al Gala.

Habibi ya Eini é um clássico da canção libanesa.

Famosa canção de amor, interpretada por Maya Yazbek, que narra as saudades de um amor que partiu.
Ganhou o mundo, através da dança árabe (raks el sharq, a famosa dança do ventre).

Letra e tradução

Habibi ya eini 
Meu amor, meus olhos

Ya eini ya leili 
Oh meus olhos, minha noite

Yam sahar eini 
Meus olhos despertos por ti

Bein hari wi leili 
Durante meus dias e noites

Walla shta' na
Juro por Deus

Wahaiatei einek 
Saudades de teus olhos

Yamfarei' na
Tu é quem te separas

Shta'na lei einounek
De mim, sinto sua falta

Beiu judek yabu samra
Em tua presença, tu que fostes nomeado Samra

Yehla sahar beileil 
A noite segue mais feliz

Weil heilou bei yetiwal omra' 
Cuja beleza se perpetua

Wein ghani ya eini ya leil 
E nós cantamos "oh meus olhos, oh noite".

El maghna hayateil ruh
E cantar é a vida de nossa alma

Yeishfeil albeil majruh
Cura um coração ferido

Yalla neiro's wein ghani 
Vamos dançar e cantar

Weinesh bei ahla jani 
Viver no mais belo paraíso

Yalla, yalla yalla 
Vamos, vamos, vamos

Yalla, yalla yalla 
Vamos, vamos, vamos

Yalla, ya Baseim 
Vamos, oh Baseim

Tabeili sha waya 
Toque esta tabla

Winta ya Yasbee 
E você, oh Yasbee

Aseimli showaya
Toque um pouco para mim

Winti ya mazika
E você, oh música

Do ele shou waya 
Toque um pouco mais

La, la, la, la, la, la...






9.28.2016

Pão de Melão Tartaruguinha - Receita - Grande Almanaque Mauj

Oi! Tudo bem?
Fui na padaria e comprei pães de melão!
Adoro!
Em formato de tartaruguinha, super simpáticos!




Meron pan (メロンパン), pão de melão, em japonês.

Pão doce e bem gostosinho, que você encontra em todas as padarias e boulangeries japonesas.
Macio por dentro e com uma cobertura abiscoitada, que de leve lembra um biscoito champagne.

Gosto muito!
De melão, tem apenas a aparência (o formato do pão lembra um melão cantaloupe) e pode conter essência da fruta.

Te ensino a fazer!
Mão na massa!



Massa (rende 8 pãezinhos)

・150g de farinha de trigo

・1 colher de chá (3g) de fermento biológico seco

・2 colheres de sopa (20g) de açúcar

・80ml de água

・1 colher de sopa de ovo batido

・¼ colher de chá de sal

・10g de manteiga



Massa de biscoito da cobertura

・100g de farinha de trigo

・¼ colher de chá de fermento em pó

・Casca de ½ limão

・40g de manteiga

・1 gema de ovo

・1 colher de sopa de leite ou água

・3 colheres de sopa (30g) de açúcar

・Um pouco de açúcar granulado 

Modo de preparo

Inicialmente, prepare a massa do pão. 
Misture o fermento biológico com a água numa vasilha. 
Adicione o ovo batido, o açúcar, a farinha de trigo e o sal. Misture formando uma massa. 

Coloque sobre uma superfície lisa e sove até ficar macia. 
Sove por cerca de 10 minutos, levantando constantemente a massa e batendo-a contra a superfície.

Espalhe os 10 gramas de manteiga em pontos sobre a massa. 
Outra vez, bata e sove a massa por 5 minutos. Forme uma bola e coloque numa vasilha untada com manteiga.

Cubra a vasilha com filme plástico para evitar que a massa seque. 

Coloque a vasilha num lugar morno e deixe crescendo até dobrar de tamanho (cerca de 30 a 40 minutos). Se sua cozinha for fria, coloque a vasilha dentro de outra maior contendo água na temperatura de 37 graus.

Enquanto a massa cresce, faça a massa de biscoito. 

Misture a farinha e o fermento em pó e passe tudo pela peneira, também rale a casca de limão. 
Adicione o açúcar à manteiga numa tigela e misture até virar uma pasta esbranquiçada. 
Depois junte o leite, a gema de ovo e a casca ralada do limão. 
Adicione a farinha e misture até formar uma massa. 
Faça um rolo, cubra com filme plástico e deixe descansar na geladeira por 20 minutos.

Depois da massa do pão dobrar de volume, divida em 8 partes. 

Enrole cada uma fazendo um pão redondo e expelindo o excesso de ar. 
Cubra com filme plástico, e deixe os pães descansarem por 10 minutos.
Divida a massa de biscoito em 8 fatias. 
Cubra cada uma levemente com farinha e abra sobre uma superfície plana, formando círculos de cerca de 8 cm de diâmetro. 
Embrulhe cada pão com esse círculo de biscoito.

Polvilhe os pães com o açúcar granulado. 
Use as costas de uma faca para fazer marcas no pão, imitando a aparência de melões.



Coloque numa forma de assar e deixe os pães crescerem mais uma vez por cerca de 30 minutos.
Asse por 15 minutos na prateleira do meio em forno preaquecido a 170 graus.
(receita via NHK).



Use sua criatividade! Dê ao pão formatos diversos.
Inclua pequenas bolinhas de chocolate na massa (aqui no Japão se usa muito com o pão de melão), etc.

9.26.2016

Espadrilhas Mexicanas Artesanais - Minha Moda - Grande Almanaque Mauj

As espadrilhas, espadrilles, alpargatas ou espardênias (chame como quiser, até mesmo de sapatilhas) dizem por aí que eram usadas pelos espanhóis, desde o século XIV, em suas atividades cotidianas.

Ok, eu tenho sangue ibérico, uso este tipo de calçado no meu dia-a-dia.
Tá?




Espadrilhas artesanais, feitas no México, por indígenas maias de Yucatán.

Espartos (uma planta similar à palha) trançados, com tecido estampado de huipil (vestimenta própria dos indígenas do sul do México, em algodão).
Super confortáveis, adoro!

Fim de semana com churrasco, festa de aniversário, dia no mato. Ainda faz calor no Japão.
Uma alternativa gostosa, leve, para os tradicionais sapatos e tênis de sempre, ou até mesmo os chinelões nada elegantes que usamos no verão/início de outono.

Preço? Cinco mil ienes, uns cento e sessenta reais.